O Manual de Programação, Design e Escrita para Iniciantes.

Técnica Pomodoro: descubra como você pode ser mais produtivo com ela

A técnica pomodoro é famosa por dominar a procrastinação. Você já se sentiu ansioso por não conseguir completar uma tarefa? Ou que o tempo não rende e que o dia não foi tão produtivo quanto deveria ser?

Nesse post eu vou te mostrar uma técnica chamada Pomodoro para impulsionar sua produtividade e te dar mais controle sobre a gestão do seu tempo.

Antes de mais nada, Pomodoro vem do italiano que significa tomate e essa técnica se originou a partir de um cronômetro de cozinha, na Itália, nos anos 80. 

 Se você quer saber mais como melhorar a produtividade e diminuir as distrações, continue lendo esse post.

Técnica Pomodoro: o que é e como surgiu?

Pomodoro Timer – Wikipédia

Pomodoro é uma estratégia de gerenciamento de tempo, que por meio de ciclos de 25 minutos de trabalho e 5 de pausa, estimulam o foco e a concentração, consequentemente, aumentando a produtividade.

Segundo escreveu em seu livro, A Técnica Pomodoro, Francesco Cirillo nos conta que deu corda no primeiro Pomodoro em uma tarde nublada de setembro do 1987, na aldeia medieval de Sutri, a 50 quilômetros de Roma, onde passava férias com a família (CIRILLO, Francesco, 2019). 

Francesco precisava urgentemente terminar de ler um capítulo de um livro de Sociologia para a prova que teria na faculdade dali a algumas semanas.

E para fugir de distrações e ter foco total em sua leitura, deu corda no cronômetro em forma de tomate e durante aquele tempo programado, não dispersou sua atenção para outra coisa senão a atividade que se propusera a fazer: ler o bendito capítulo do livro de Sociologia para a prova.

É interessante que Francesco não tinha ideia que esse ato de programar um timer e trabalhar em algo específico sem interrupções alcançaria o mundo todo, com empresários, professores, estudantes e líderes usando seu tomato para cronometrar o tempo enquanto faziam suas atividades.

Ali na véspera de sua prova, Francesco estava apavorado. Precisava ler três livros a fim de fazer a prova da faculdade e temia não conseguir estudar até lá.

Foi então que, quando os primeiros minutos – que foram 2 – acabaram e o timer tocou, ele sentiu paz.

Ou seja, de alguma forma, aquela estratégia recém descoberta o fez alcançar um pouco de tranquilidade em meio ao caos da ansiedade que estava sentindo.

Como ele mesmo ressalta em seu livro, após passar na prova, Francesco iniciou uma pesquisa sobre o pomodoro.

Desse modo, ele queria saber como o cronômetro pomodoro funcionava, qual o tempo ideal a ser programado e ainda, quantos pomodoros deveriam ser feitos por dia e qual seria o tempo a descansar entre eles?

Assim, depois de alguns anos de pesquisa, Francesco organizou seus estudos e os estruturou no método que conhecemos hoje como a Técnica Pomodoro.

Qual o objetivo da Técnica Pomodoro?

técnica pomodoro

Segundo as palavras do autor:

o objetivo da Técnica Pomodoro é transformar o tempo em um valioso aliado para realizarmos o que quisermos, e ainda aprimorar continuamente nosso desempenho no trabalho ou nos estudos

(CIRILLO, Francesco, 2019).

Acho certo dizer que o principal objetivo desta técnica é aumentar o foco e maximizar a produtividade ao administrar as interrupções.

Francesco, em seu livro, A Técnica Pomodoro, nos conta que quando fazemos algo entediante ou até mesmo muito difícil, o nosso cérebro tende a nos distrair de inúmeras maneiras.

No fundo, temos medo de fracassar e isso aciona gatilhos que nos fazem não querer realizar a tarefa, seja por medo de não terminar ou pela ansiedade que temos ao pensar no prazo do tempo se esgotando.

Com isso, parte essencial da Técnica Pomodoro é, ao ser interrompido quando está concentrado, anotar rapidamente essa interrupção se ela for urgente e somente quando o tempo do timer acabar, dar atenção a ela.

Assim você tem consciência de quais fatores externos mais te perturbam e te fazem dispersar atenção.

Ainda segundo o livro, os benefícios da Técnica Pomodoro podem ser enumerados da seguinte forma:

  • alívio do estresse em relação com a percepção do tempo
  • aumento do foco e concentração
  • impulsionamento da motivação
  • determinação para atingir objetivos
  • aprimoramento de processos de estudo ou trabalho

Técnica Pomodoro: como funciona?

De acordo com Francesco Cirillo, criador da Técnica Pomodoro, seu funcionamento se baseia em três elementos principais, (CIRILLO, Francesco, 2019):

  1. Uma maneira diferente de ver o tempo
  2. O melhor uso da mente
  3. O uso de ferramentas simples e discretas

 

Dessa maneira, o processo por trás desta técnica é dividido em cinco etapas:

  1. Planejamento: feito no início do dia. É decidido quais serão as atividades do dia
  2. Monitoramento: feito ao longo do dia. Reúne dados sobre o esforço necessário e tudo o que for útil para a atividade específica
  3. Registro: feito no fim do dia. Cria um arquivo de observações diárias
  4. Processamento: feito no fim do dia. Transforma dados em informação
  5. Visualização: feito no fim do dia. Apresenta a informação de modo a facilitar a compreensão do que se deve melhorar

Técnica Pomodoro: passo a passo

Conforme Francesco Cirillo diz, para aplicar a técnica você vai precisar de:

  • um timer de cozinha
  • uma planilha de tarefas do dia que tenha a lista de coisas a se fazer por ordem de prioridade e uma coluna com atividades não planejadas e urgentes que surgem do nada fazem você parar o que estava fazendo para  resolvê-las
  • uma planilha de inventário de atividades, com o nome do autor e as atividades que são riscadas quando são concluídas
  • uma planilha de registro, em que os dados ali de cima são usados para gerar relatórios.

Mas é claro que a gente pode adaptar a técnica. Por exemplo, se você não quer fazer relatórios para mensurar se sua produtividade aumentou ou não, não é preciso criar uma planilha de registro.

Basta apenas escrever no início do dia ou na noite anterior, as atividades que você precisa fazer e delimitar a ordem de prioridade. Geralmente é assim que eu faço. 

Como meu objetivo maior é o foco nas atividades em si, a parte de relatórios e monitoramento da produtividade é deixada de lado. 

É claro, que para o autor, a técnica é feita por meio de um timer de cozinha, mas hoje, felizmente, você não precisa necessariamente ter um tomato para aplicá-la.

Temos no Youtube, diversos vídeos com sons de fundo com ruído branco, que aplicam a técnica e após o tempo te avisam para você descansar.

Temos também inúmeros aplicativos gerenciadores de tempo que aplicam a Técnica Pomodoro, bloqueando até mesmo as notificações do smarthphone, te ajudando a controlar as interrupções.

Hoje, evidentemente, é mais fácil aplicar a técnica, pois como sua eficácia foi comprovada por muitas pessoas ao redor do mundo, vemos vídeos, timers e aplicativos serem criados de forma a nos auxiliar a aplicá-la.

Qual o tempo ideal para programar o timer?

técnica pomodoro

O criador, Francesco Cirillo, nos diz em seu livro, A Técnica Pomodoro, que o tempo tradicional de programação do timer é de 30 minutos: 25 de foco na atividade e 5 de pausa para descanso.

Assim, ao iniciar o dia, você deve olhar em sua lista e começar pela primeira atividade, programando o seu timer em 25 minutos.

O ideal, segundo o autor, é que você veja claramente quanto tempo falta, enquanto faz a atividade.

Outro fator importante é que um pomodoro não pode ser interrompido e também não pode ser dividido.

Por exemplo: se você programou os 25 minutos, não pode fazer outra coisa a não ser a atividade da lista.

E você também não pode se concentrar durante 10 minutos e depois fazer outra coisa. Para dar certo, você precisa ser determinado e seguir até os 25 minutos finais de foco na atividade sem pausas para interrupções.

Se tais forem urgentes, anote-as bem rápido e volte para sua atividade. Quando o tempo acabar você volta a elas.

Francesco Cirillo afirma que a regra máxima é: um pomodoro é indivisível. Ou seja, se ele é interrompido, logo perde a sua validade. Por isso, o jeito é começar de novo, de volta aos iniciais 25 minutos.

Aqui vai mais uma dica: quando o timer tocar, você deve parar de fazer a atividade. Não é válido continuar por mais uns minutinhos. Isso porque, a pausa é necessária para que você se desconecte da atividade.

Diante disso, a sua mente pode descansar e consequentemente assimilar melhor o que foi feito ao longo dos 25 minutos. 

Como ressalta o criador da técnica, com essa pausa você pode se alongar ou tomar uma água. Portanto, no tempo de pausa, também não é recomendado que você faça atividades que exijam esforço mental.

Por isso, nada de responder e-mail, hein?

Desse modo, a cada quatro pomodoros programados, é preciso dar um tempo de pausa maior, que varia entre 15 e 30 minutos. Nesta pausa sim, você pode dar atenção às notificações que tentaram te perturbar ou aos problemas mais urgentes que surgiram nesse meio tempo.

No fim, você é quem vai ditar quantos ciclos de pomodoros irá fazer até terminar a atividade da lista. Mas a dica é, não pule para outra atividade até ter finalizado a atual.

Leia mais

Concluindo

É evidente que a Técnica Pomodoro traz inúmeros benefícios aumentando a nossa produtividade e atenção nas tarefas que temos de realizar ao longo do dia.

Mas é óbvio que para dar certo, você deve estar atento às regras desta técnica e seguir seu método, assim nada de pausar o pomodoro no meio dos 25 minutos hein? E deixe o telefone com suas notificações de lado, pois elas só irão atrapalhar o seu foco.

E aí, gostou do post? Já conhecia esta técnica? Conte nos comentários qual o maior benefício que ela te proporcionou.

 

NayaraBonim

Analista e criadora de conteúdo. Formada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Pós-graduanda em Engenharia de Software.

2 comentários em “Técnica Pomodoro: descubra como você pode ser mais produtivo com ela

O que você achou do post?

%d blogueiros gostam disto: