Qual a diferença entre GIT e GITHUB: entenda o que são e quando usá-los

Diferença entre git e github

Qual a diferença entre GIT e GITHUB? Você certamente já se perguntou ao ouvir alguém falar deles não é?

Muitas vezes confundidos, juntos, eles são duas das ferramentas mais queridinhas dos profissionais de TI para gerenciar e desenvolver projetos.

Com o Git e o GitHub é possível versionar, compartilhar e controlar seus projetos sem depender exclusivamente do seu computador, armazenando nas nuvens.

E então? Que tal descobrir qual é a diferença entre Git e GitHub?

Qual a diferença entre Git e GitHub?

Simplificando as coisas, o GIT é um sistema de controle de versão de código distribuído, open source e gratuito, enquanto que o GITHUB é uma plataforma de desenvolvimento em que você pode armazenar códigos, gerenciar seus projetos e construir softwares e aplicações.

O Git foi criado por Linus Torvald, um dos desenvolvedores do Kernel Linux, quando ele e sua equipe desistiram de usar o BitKeeper, também um sistema de versionamento de código.

Dessa forma, o Git é executado no kernel do Linux. Suas origens remetem a linguagem C, pois assim ele consegue garantir suas principais promessas: velocidade e alto desempenho no versionamento.

Em resumo, o Git é o sistema que versiona o código, permitindo o trabalho em equipe sem que alguém sobrescreva o código de outra pessoa, além de criar um histórico completo do código, possibilitando voltar a versão anterior caso seja necessário.

E o GITHUB?

Já o GitHub é uma plataforma web que armazena os repositórios GIT que você criou. Ou seja, ele é uma hospedagem web para os seu projetos em que há a necessidade do controle de versão. Ele é como um portfólio de códigos.

Além disso, o GITHUB também é como uma rede social, pois possui feed, seguidores e é gratuito caso seus projetos sejam públicos. Se você quiser criar repositórios privados, você tem que aderir a um dos planos pagos.

Agora que você já viu qual é a diferença entre o Git e o Github, saiba ainda que, o GitHub possui acesso controlado e proporciona extrema segurança para o seu código.

Também prioriza o trabalho em equipe, oferecendo ferramentas que permitem ter acesso seguro ao código e gerir seus projetos.

Com isso, você entendeu como distinguir o Git do Github e já sabe diferenciá-los. Nos próximos tópicos, você vai descobrir o que é o versionamento de códigos e como ele funciona de modo mais aprofundado.

Git e Github: o que é um sistema de versionamento de código?

Um sistema de versionamento de código é um programa ou uma aplicação que tem como finalidade o controle e o gerenciamento de diferentes versões de criação de algum produto. Pode ser um software, um aplicativo ou até mesmo um objeto.

Assim, quando é construída uma aplicação web, por exemplo, documenta-se todo o projeto inicial, os requisitos levantados, os diagramas necessários, o esquema do banco de dados, os protótipos das telas e todo o código criado, modificado, excluído e atualizado.

Isto permite que a equipe acompanhe o desenvolvimento da aplicação, participe incluindo suas contribuições e tenha um controle em relação ao que está sendo feito por cada integrante.

Um controle de versão de código é essencial para o desenvolvimento de um projeto, já que, por meio do registro das alterações e features adicionadas ou removidas, pode-se voltar o projeto a um estado anterior, recuperando informações ou estabilidade no código, caso as alterações atuais tenham deixado o código instável.

Portanto, pode-se voltar a um ponto anterior na história do código/projeto e assim recuperar o que foi perdido ou acrescentado.

Também é possível trabalhar em equipe garantindo produtividade por meio do controle de versão, pois o Git mostra quem alterou o quê e quando.

Agora que você já entendeu como funciona o versionamento de código, eu vou te mostrar no próximo tópico, como você vai acessar o GitHub e criar o seu primeiro repositório.

GitHub Desktop: como criar o seu primeiro repositório

Convenhamos que para quem está começando a utilizar uma nova ferramenta, muitas linhas de códigos, especialmente parecidas com comandos em Linux, amedrontam e afastam o iniciante.

Então, por isso, nesse post, você vai aprender em primeiro lugar a utilizar a versão desktop do GitHub. E isto quer dizer: sem linhas de códigos por enquanto.

Instalando o GitHub Desktop

Como você já sabe qual é a diferença entre Git e Github, fica muito mais fácil entender o objetivo em si do GitHub.

E para começar, basta realizar o download do GitHub Desktop.

Instalação GitHub Desktop

O Manual do Freelancer

Vamos supor que você ainda não tenha uma conta no GitHub, então, enquanto baixa o programa, você vai acessar esta página e criar sua conta.

Criar Conta no GITHUB

O Manual do Freelancer

Após ter baixado, você vai abrir e executar o GitHub Desktop:

Welcome GitHub Desktop

O Manual do Freelancer

Agora é só você logar com a conta que acabou de fazer. Depois é só prosseguir.

qual a diferença entre git e github

O Manual do Freelancer

 

E pronto, configurado seu ambiente, é assim que ele irá aparecer:

Get Started GitHub

O Manual do Freelancer

Criando o seu primeiro repositório

Para criar o seu repositório você tem quatro opções básicas:

Criando Repositório GitHub

O Manual do Freelancer

A primeira é para você criar um repositório teste, a segunda para você clonar um repositório da internet, a terceira é para você criar um repositório no seu computador e a última é para você adicionar um repositório existente no seu computador.

Vamos explicar por parte. Na primeira opção, você vai aprender como criar um repositório.

Você verá algo assim:

qual a diferença entre git e github

O Manual do Freelancer

É bem interessante você completar o tutorial, assim vai conseguir criar o seu primeiro repositório entendendo o passo a passo.

Já na segunda opção, ele diz que você pode clonar um repositório da internet, e isto quer dizer que você pode copiar o link de um repositório hospedado na internet, seja no GitHub ou não e colar ali, e logo ele aparecerá com todos os arquivos.

Controlando seu repositório

Editando o arquivo README

Conforme você avança no tutorial, vai precisar editar o arquivo ‘Leia-me’ do seu repositório. Caso você já tenha algum editor de código instalado no seu pc, ele irá abrir ou pedir para que você escolha qual usar.

Editar o readme github

O Manual do Freelancer

Mas se por um acaso você não tiver, basta baixar o Visual Code ou o Atom, ambos editores gratuitos e excelentes para programar.

Editar readme github

O Manual do Freelancer

Após abrir o seu editor de código, edite o arquivo e escreva o seu nome e salve. Depois é só voltar para o GitHub.

qual a diferença entre git e github

O Manual do Freelancer

Com isso é possível ver que já aparece no GitHub a alteração feita no editor de códigos.

Primeiro Commit

O próximo passo do tutorial é fazer o seu primeiro Commit. Commit é o comando que salva o estado das mudanças que você realizou no repositório.

Assim você escreve uma breve mensagem explicando sobre a mudança feita no repositório.

O Manual do Freelancer

Sincronizando seu repositório com o GitHub

Por fim, basta apenas clicar para enviar seu repositório para as nuvens, sincronizando assim com o GitHub.

O Manual do Freelancer

E para finalizar, logo abaixo tem a Pull Request, que quer dizer o mesmo que você pedir permissão para fazer uma alteração no repositório:

qual a diferença entre git e github

O Manual do Freelancer

Após isso, você criou com sucesso o seu primeiro repositório, sem linha de código e complicações. Agora você está pronto para partir para o estudo mais aprofundado do Git e GitHub.

Concluindo

Portanto, se você chegou até aqui, certamente descobriu qual é a diferença entre Git e Github, entendeu mais sobre versionamento de códigos e ainda por cima aprendeu a criar o seu primeiro repositório no GitHub.

Que tal ler mais sobre o assunto? Tenho dois ótimos posts para você:

Alguma dúvida ou sugestão? Diga nos comentários.

 

Qual é a sua opinião?