O Manual de Programação, Design e Escrita para Iniciantes.

Roube como um artista: 9 dicas incríveis que você precisa ler para ser mais criativo

Roube como um artista é um daqueles livros curtos e bem gostosos de se ler. O autor, Austin Kleon organizou ao longo de tópicos estratégicos, dicas que ele mesmo aprendeu no decorrer da vida sobre criatividade.

De fato, ele conseguiu juntar insights que se ousarmos seguir, podemos sim, nos tornar mais criativos e inspirados.

Portanto, se você se interessa e é sua meta melhorar esta habilidade, vale a pena a leitura deste post. Aqui eu vou te mostrar as principais e mais valiosas dicas que Austin Kleon aborda no livro.

Por último, vou te explicar como você pode aplicar essas dicas no seu dia a dia. E então, quer dar um boost na sua criatividade? É só acompanhar o post.

roube-como-um-artista
Amazon

Roube como um artista: informações técnicas do livro

  • Editora : Rocco; 1ª edição (1 julho 2013)
  • Idioma : Português
  • Capa comum : 160 páginas
  • ISBN-10 : 8532528422
  • Autor: Austin Kleon é escritor e artista e vive em Austin, Texas.
  • Disponível: Amazon

Certamente, Roube como um Artista é um livro bem descontraído que apresenta dicas de como você pode ser uma pessoa mais criativa.

Com isso, você se sente em uma conversa íntima com o autor, Austin Kleon, ouvindo ele revelar o que aprendeu ao longo de sua vida de escritor.

Assim, temos os seguintes tópicos do livro Roube como Artista:

  1. Roube como um artista
  2. Não espere até saber quem você é para começar
  3. Escreva o livro que você quer ler
  4. Use suas mãos
  5. Projetos paralelos e Hobby são importantes
  6. O Segredo: faça um bom trabalho e compartilhe-os com as pessoas
  7. A Geografia não manda mais em nós
  8. Seja legal (O Mundo é uma cidade pequena)
  9. Seja Chato (É a única maneira de terminar um trabalho)
  10. Criatividade e Subtração

Nos próximos tópicos eu vou te mostrar as principais dicas extraídas do livro. Acompanhe:

 

“A única arte que estudarei

é aquela que contém

o que eu possa roubar”

– David Bowie

DICA 01 – Como olhar para o mundo (à maneira de um artista)

No primeiro tópico do livro Roube como um artista, o autor diz o seguinte: “Primeiro, você descobre o que vale a pena roubar, depois você segue para a próxima etapa.”

Dessa forma, ele quer dizer a simples e inevitável verdade da vida: nada é de fato original. Você precisa parar de achar que suas ideias têm de ser revolucionárias, completamente originais e sem influências.

Isto não é possível. Esta é uma crença que você deve abandonar se quiser deixar seu cérebro livre da tensão quando for iniciar um novo projeto.

DICA 02 – Nada é original

Esta dica diz o seguinte: quanto mais ideias alheias você colecionar, mais inspiração você terá para formular as suas.

Lembre-se, nada é criado do acaso. Tudo é feito a partir do que já foi criado. Não existe ideia puramente original, o que existe é uma ideia inovadora inspirada em alguma outra por aí.

Por isso não se martirize se você não consegue criar algo do zero. Foque em observar ao seu redor, observar seus mentores, estudar como eles criam algo.

Só assim você vai se sentir inspirado para desenvolver suas próprias criações.

DICA 03 – Escolarize-se

Seja curioso em relação às coisas. Leia mais sobre sua profissão, mergulhe mais fundo e descubra metodologias novas em sua área.

Esteja sempre atento e um passo à frente das pessoas. Leia bibliografias de pessoas que criaram grandes negócios na sua área, estude como elas se tornaram excelentes profissionais, investigue o que elas fizeram para chegar lá.

Pesquise sobre as coisas. Ao invés de sair perguntando para as pessoas ao seu redor, vá para o Google e procure pelas suas próprias respostas. Nunca deixe de ser curioso.

DICA 04 – Guarde seus furtos para mais tarde

 

“É melhor pegar o que não

lhe pertence do que deixar

por aí esquecido.”

– Mark Twain

 

Tenha sempre um bloquinho de anotações à mão para registrar além dos insights que você tem ao longo do dia, tudo o que viu que te trouxe inspiração.

Esse bloco ou caderno será o seu arquivo de furtos como diz o autor. Mas eu prefiro chamá-lo de caderno de inspiração.

Há anos eu tenho meu arquivo de inspiração, onde eu guardo imagens que me inspiraram, prints, livros, citações, vídeos e etc. Sempre recorro a ele quando sinto que estou desmotivada.

Voltando ao caderno, a dica é: tudo o que você observou e te inspirou de alguma forma, é nele que você vai anotar. Anote qual é essa inspiração/ideia, de onde ela veio, como ela fez você se sentir, quais ideias ela despertou em você, etc.

DICA 05 – Faça, conheça a ti mesmo

Jamais espere para descobrir se você é bom ou se tem talento ANTES de fazer alguma coisa. Primeiro FAÇA e depois descubra se é bom.

Nós temos medo de começar algo novo e muitas vezes isso nos impede de ir adiante, de pôr uma ideia em prática, de começar aquele projeto.

Temos medo de falhar, isso é verdade. Mas temos que trabalhar esse medo para que ele não nos impeça de tentar.

Falhar, todos vamos uma hora ou outra e em diversas circunstâncias. O que não pode acontecer é o medo nos paralisar a ponto de nunca sairmos do lugar.

Você não precisa de nada mais do que já tem agora para ir em frente. Apenas comece. Não espere o amanhã, porque amanhã você não estará mais preparado do que está hoje. Chega de procrastinar e esforce-se para ir adiante sem deixar as coisas para depois.

DICA 06 – Comece copiando

Como você já deve estar cansado de ouvir, ninguém nasce sabendo fazer qualquer coisa que seja por conta própria.  Sempre que vamos aprender um assunto novo, aprendemos copiando o que os outros fazem. Simples assim.

Como diz o autor do livro Roube como um artista, aprender algo copiando de um professor não é o mesmo que plagiar.  Plágio é tomar o que pertence a outra pessoa e alegar ser seu e isso é crime.

Copiar é fazer engenharia reversa. É estudar a partir do ponto de vista de alguém experiente na área.

roube-como-um-artista-infografico

O autor ainda diz que primeiro você tem que descobrir quem você vai copiar e depois o que você copiar.

E o grande segredo aqui não é copiar apenas o estilo de um mentor, mas a ideia por trás desse estilo. Afinal, você não quer se parecer com seus mentores, mas enxergar como eles.

Com isso, ao copiar alguém que você tomou por referência, você percebe o que você tem diferente dele. Qual é a sua singularidade e como você pode adaptar isso em seus projetos.

DICA 07 – Saia da frente da tela

Permanecer vidrado no trabalho na frente do computador ou imerso no telefone o dia inteiro, sem pausas regulares para o corpo se exercitar é ruim para a saúde.

Nos tornamos mais cansados e sem criatividade se usarmos apenas a mente o tempo todo. O autor diz em seu livro, Roube como um artista, que você também precisa usar as mãos.

Isto quer dizer que você precisa intercalar outras atividades junto com as que realiza no computador e telefone. É preciso pôr o corpo para trabalhar também e não apenas a mente.

Desse modo o cérebro descansa e se inspira com novas ideias, novos insights, etc. Dizem que os maiores filósofos e cientistas de todos os tempos, tiveram suas melhores inspirações ao caminhar. Por que será?

Leia Mais

Soft Skills: que habilidades são essas e por que são tão importantes?

Técnica Pomodoro: descubra o que é e como você pode aplicá-la

DICA 08 – Pratique procrastinação produtiva

Austin Kleon nos diz que são os projetos paralelos que a gente faz enquanto procrastina que realmente dão certo.

Sabe quando você tem que fazer uma tarefa importante, mas ela não consegue sair de jeito nenhum? Parece que tem uma força, uma barreira que impede a gente de se mover e terminá-la. Não surge inspiração e tampouco força de vontade.

E é justamente nesse intervalo que você tem que prestar atenção no que você faz.  Às vezes essa atividade procrastinadora pode vir a ser um dos seus maiores projetos.

O autor também diz que, para você não enjoar quando encontra resistência entre um projeto e outro, você precisa ter vários em andamento.

Tenha vários projetos que goste ao mesmo tempo e intercale entre eles quando você se entediar ou enjoar. Esta é uma boa estratégia e posso dizer que funciona bem comigo. Além disso, no livro Roube como um artista, o autor diz que pessoas criativas precisam de um tempo ocioso para fazer exclusivamente nada.

Nada de comprometimento, nada de obrigação, apenas ociosidade.

Pessoas criativas, como ele diz, precisam de tempo para sentar e fazer nada. Isso permite ao cérebro sobrecarregado, descansar um pouco. Cérebro descansado = sinônimo de criatividade.

DICA 09 – Tenha um hobby

Por último, mas não menos importante. Austin Kleon fala não daqueles passatempos que geram renda extra, mas daqueles que são apenas nossos, que nos dão prazer e não interessam a mais ninguém.

Com isso, ter um hobby sem a pressão de apresentá-lo ao mundo ou ganhar dinheiro com ele, nos permite desfrutar e ter liberdade de pensar sem pressão.

Sendo assim, este tipo de passatempo nos deixa mais felizes, mais leves e relaxados. Portanto, fazer uma atividade só porque você gosta te permite ter algo só seu.

Tenha um hobby por você e para você. Descanse sua mente e você será mais feliz. Algumas pessoas descobrem na meditação um hobby só seu, na atenção plena, no cultivo de jardins, na culinária, na escrita, enfim, em uma atividade que as permitam reconectar-se consigo mesmas e prestar mais atenção em si mesmas.

Concluindo

E então, gostou das dicas do livro Roube como um artista que apresentei aqui? Mais importante do que ler é praticar. Não se esqueça de reler e escolher as que mais funcionam para você e tente aplicá-las em seu dia a dia.

Quer ler mais assuntos como esse? Dê sua sugestão nos comentários, eu vou gostar de saber.

NayaraBonim

Analista e criadora de conteúdo. Formada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Pós-graduanda em Engenharia de Software.

O que você achou do post?